Blog

10 jul 2014

Garagem também merece ser decorada

A garagem não precisa ser meramente o lugar onde estacionamos os automóveis. Também é possível aproveitar o espaço para guardar objetos e ferramentas ou até mesmo integrá-la a outros ambientes.

1
O tom cinza é especialmente indicado para a garagem, pois a cor é masculina e estimula a concentração (Foto: Reprodução – Home New Decor)

Na opinião da arquiteta Regina Arruda, antes de iniciar a decoração é preciso saber como é o local, se é uma garagem fechada ou aberta e quem é o usuário deste cômodo. “Se for a garagem de uma casa com uma família, com filhos pequenos, haverá diversos utensílios de uso das crianças. Neste caso, podemos colocar objetos para o pai e para as crianças, como capacetes, bicicletas, ferramentas e bancadas”, sugere a especialista.

“Normalmente o homem gosta muito de carros e, às vezes, ele tem um Kart, uma moto e uma bicicleta. Então podemos colocar todos estes veículos na mesma garagem de forma a valorizar cada um deles, já que são objetos de desejo do proprietário”, aconselha.

2
Quadros ou peças como medalhas, troféus, fotos ou até mesmo ferramentas podem se tornar objetos decorativos na garagem (Foto: Reprodução- Dotawci)

Cores e objetos de decoração – O tom cinza é especialmente indicado para este local, pois a cor é masculina e estimula a concentração.

Além disso, trata-se de uma tonalidade neutra, ou seja, possibilita a colocação de objetos de diversas cores. “O cinza é um dégradé do preto e, geralmente, os veículos possuem muitos acabamentos nesta cor. Mas não é obrigatório o uso do cinza. Podemos e devemos utilizar alguma cor quente para equilibrar as energias do ambiente”, ressalta Regina.

Regina considera interessante decorar o local com fotos de veículos e quadros – geralmente gravuras. “Também podemos colocar troféus, no caso de o proprietário ter algum hobby ou praticar um esporte e possuir medalhas, troféus, fotos ou até mesmo ferramentas. Tudo isso serve e são ótimos objetos decorativos”, explica.

3
Quadros temáticos ajudam a dar um toque especial a decoração da garagem (Foto: Reprodução – Mobly)

Outro ponto importante, na opinião da arquiteta, é definir os usos, medir o espaço, medir os equipamentos e distribuí-los no ambiente de forma a ter uma circulação confortável.

Integração de ambientes – Regina é favorável à integração da garagem a outros ambientes, como uma sala de jogos, um home theater, um espaço fitness ou até mesmo uma sala de música. “O brasileiro é apaixonado por carros, motos e velocidade. Assim, podemos integrar a garagem a outros ambientes, principalmente aos que estimulam o bem estar dos usuários.”

4
Regina desenvolveu juntamente com sua sócia, Claudia Mondelo, a Garagem Loft, que fez parte da 19ª edição da mostra Santos Arquidecor/Casa Natal (Foto: Divulgação)

O espaço, de 75 m², fazia a integração de ambientes e era composto por sala de estar, sala de jantar, cozinha gourmet, área de serviço, suíte e a garagem, criada para um designer de automóveis. “Criamos um loft aberto, com espaços totalmente integrados”, conta Regina Arruda.

Fonte: Revista Zap

Faça seu comentário

Voltar